Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Julho, 2016

Um tempo que não existe mais

Ouvindo uma palestra de Leandro Karnal. E nessa palestra comentou sobre Zygmunt Bauman, um sociólogo e professor da London School of Economics, um intelectual muito respeitado que publicou no livro Amor Líquido, a ideia de mundo liquido. Onde as relações terminam de maneira muito rápida, como se o mundo estivesse em um processo liquidez. E observando esses aspectos e obviamente me baseando nos comentários de Karnal, passei a analisar tudo ao meu redor. Observando meu filho mais velhos, vejo que fui educado e preparado para um tempo em que não existe mais. E que o tempo que era meu, onde teria a idade que ele tem hoje, muitas coisas inclusive, coisas como a casa onde fui criado, ou vivi meus primeiros 5 anos de vida, em Guaianazes, um lugar chamado Vila Nanci, não existe mais. O prédio onde brincava entre os meus 10 e 15 anos de idade, também não existem mais. E tenho certeza que se sair voltando aos lugares por onde passei, certamente algumas construções já não existem mais. A evolução …

Compromisso ético das organizações esportivas

Certamente que isso não deve incomodar você ou se o incomoda, vou me sentir feliz porque não estou só em meu raciocínio. Mas vejo, sob o ponto de vista ético, que organizações como FIFA e COI não tem ou ao menos, não teve o menor compromisso ético com o Brasil.
Eles sabiam dos problemas sociais brasileiros e das condições sociais e políticas do país, bem como, todos os seus problemas de corrupção. Do ponto de vista ético, deveriam cancelar suas respectivas participações nesse cenário, simplesmente cancelando a execução da Copa do Mundo e da Olimpíadas.
Seguindo esse princípio, o COI é o pior de todos eles. Pois sabendo dos elementos já julgados e dos problemas financeiros do Rio de Janeiro, onde os servidores públicos estão com problemas financeiros provocados pelo descontrole do estado, insistiram na execução das Olimpíadas.
Não é ético em hipótese alguma, do meu ponto de vista, insistir na execução dessa “abençoada” festa nas condições pelas quais o país passa, pelas quais o Estado do …