terça-feira, 23 de dezembro de 2014

O difícil aprendizado do silêncio

Uma das lições de vida mais difíceis é o aprendizado do silêncio. Principalmente quando você tem uma natureza ativa que parece estar pronto para responder a qualquer pergunta.

Ficar em silêncio para muitas situações pode significar uma mudança completa de estratégia, uma arma perfeita contra a maledicência, um presente de grego com o mais belo embrulho. No entanto, existe um limite e uma linha muito tênue entre ficar em silêncio (O Silêncio que por si denuncia) e Calar-se (O Silêncio da culpa ou da inação).

Perceber esse time, saber se “segurar na cadeira”, segurar a mão para não ir a teclado e fazer de um e-mail ou mensagem uma cascata de palavras ofensivas e vazias, é esse o segredo do aprendizado do silencio.

Quantas vezes, você diz algo que não deveria e não tem mais como voltar atrás?!

Há um ditado que diz: “Há três coisas que não voltam atrás: A palavra lançada, A pedra atirada e o tempo perdido”.

E quando falo de palavra lançada, não estou me referendo apenas a ela falada, mas escritas. Aquele e-mail, aquela mensagem mal enviada que foi escrita em um momento de raiva, ou que foi escrita sem se perder o menor tempo em raciocinar a respeito do assunto. Tomando um tempo para pensar e formular melhor as palavras para dizer o que deve ser dito, de maneira clara e sem ofender.

Existem algumas palavras que são elementos chave no acionamento da verborragia em pessoas que estão armadas para responder, se você é uma dessas pessoas, saiba que quando mais cedo aprender quais palavras te ofende, mas fácil será lidar com essa situação e aprender a usar o silêncio a seu favor.

O perdão existe. E é o lembrar sem ressentimento. Mas a lembrança é algo que vai permanecer até porque se esquecer chega mais a ser um problema de memória do que de fato um perdão. Algo como: Te perdoo, mas vou manter você bem perto para eu nunca me esquecer do quanto andei perto de errar.

Esse é um dos aprendizados dentre muitos outros que não dominei, mas que admiro muito os que o possuem. Esse é um dos mais fantásticos. É saber a hora certa de falar sem se aparecer. É saber a hora certa de ficar em silêncio sem se calar.
Vou ficando por aqui, fique à vontade para deixar seus comentários.
Muito Obrigado por ler Meu Blog e até me próximo texto!

Nenhum comentário:

Postar um comentário