domingo, 5 de maio de 2013

Repense

Há coisas que é necessário repensar...
Quando você escolhe entrar em uma religião é necessário entender que toda religião tem alguns itens ou normas que são pétreas, ou seja, alterar tais itens ou normas descaracteriza aquela religião.
Seitas, sociedades filantrópicas, ONG, grupos ou clubes podem ter suas regras trocadas a qualquer momento que exista um acordo com os demais.
Se você faz parte de um religião e quer mudar as regras da mesma, achando que religião é como tais grupos citados, repense e procure outra religião onde você pode se encontrar. Não entre em discussão em relação a algo que de fato não pode e não deve mudar. Repense.
Religião mexe com o que há de mais secreto no ser humano e que até hoje a ciência luta para entender... A cabeça do ser humano.
Cristãos no geral, sejam católicos ou evangélicos, questionando a homossexualidade e casamentos gay em um país que se diz laico, não tem sentido. Esta mais para um gerador de polêmicas do que fato para a religião. A religião não aceita. E isso é pétreo, assim como a monogamia no casamento, batismo e uma série de outras regras ou normas que cada religião cristão possui.
Se você quer mudar a Igreja saiba que isso não vai acontecer. Não concorda, esta revoltado com tudo isso? Não tem sentido. Respeite-se a si mesmo e respeito a religião dos demais. Procure uma religião que lhe dê mais sentido que se encaixe com sua filosofia de vida e com a forma com a qual você acredita que seja correta a você.
Pastores indo a televisão discutindo de maneira acirrada as questões de casamento gay e homossexualidade, carregando o ódio para a igreja. Não tem sentido. Busca a Deus, no meu ponto de vista, não tem nada haver com isso. Se quer mudar o futuro, trabalhe a base: a família. E nunca teremos esses tipos de discussão.
Um padre que não concorda com a Igreja Católica, no que diz a esses questões, assim como pastores, sinceramente dever repensar se estão servindo a religião certa.
Religião, religiosidade e Deus são coisas completamente distintas. É preciso repensar para evitar cair no ridículo e provocar mais ódio do que entendimento.
Sou Crente, Evangélico e ou Cristão. Não sou ignorante. Se vivemos em uma país laico, é necessário divulgar o significado da palavra laico ou laicismo.
O laicismo é uma doutrina que defende a ausência de qualquer obrigação de caráter religioso nas instituições governamentais. É uma posição que visa a laicidade, ou seja, a não intervenção da religião no Estado.
A qualidade de ser laico pressupõe a não interferência da igreja em assuntos políticos e culturais. Quando se fala em Estado laico, existe a ideia de neutralidade sobre questões religiosas. Deve haver liberdade para os cidadãos manifestarem a sua fé religiosa, qualquer que ela seja, sem haver controle ou imposição de uma religião específica.
Nem a religião interfere no estado. Nem o estado na religião.
Respeitando a todos seremos mais felizes.
Vou ficar por aqui... Fique a vontade para deixar seus comentários...
Muito Obrigado por ler Meu Blog e até me próximo texto!


4 comentários:

  1. Belo texto meu amigo Adalberto. Bem escrito, bem formulado e com certeza muito polêmico. Parabéns !!! Particularmente sou contra a não interferência da religião no estado e vice-versa. Penso que o debate deve ser sempre aberto em ambos os sentidos, porém sempre com respeito e amor. "Água mole em pedra dura, tanto bate até que fura". Nada é pétreo que dure para sempre.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Quando existe a disposição de parte a parte de resolver uma questão, a solução é simples e rápida. No entanto, quando existe a indisposição de tratar qualquer assunto a discussão se arrasta e deixa um rastro de desentendimento e por vezes de ódio. Pensamos iguais: Estado e Igreja se respeitando e cada um no seu lugar. O que vemos na maioria das vezes são as partes se degradiando e fazendo um show a parte.

      Excluir
    2. Estou sentindo falta de novos textos. Por que parou? Parou por quê?

      Excluir
  2. Adalba, sensacional, seu texto resume tudo, está perfeito ou melhor petreo :-)
    No caso específico do Padre ele poderia aproveitar a oportunidade e criar uma nova igreja, sem vinculo com a Católica, assim quem sabe ele não leva outras pessoas que pensam como ele, sem gerar problemas com a Igreja Católica que não tem que mudar suas regras ou dogmas, pois do contrário deixaria de fazer sentido e até mesmo de existir.

    Quanto ao Brasil ser um país laico, é uma pena que seja apenas no papel, pois na prática a pressão da população de maioria Católica e as bancadas evangélicas, acabam por restringir as possibilidades dessa opção.

    Abraços

    Bruno

    ResponderExcluir