quarta-feira, 16 de janeiro de 2013

Amor e Ódio


Sentimentos antagônicos com forças contrárias, porém muito parecido um com o outro no que tange a estrutura. Calma! Já explico.
Quando uma pessoa sente ódio por outra pessoa, ela se mantém liga àquela pessoa por um sentimento mal. Quando a pessoa que sente ódio, vê a pessoa odiada, seu coração se inflama de um sentimento mal, ruim. Que por vez, faz com que a pessoa deseje que aconteça algo de mal a outra pessoa, algo de ruim. Por vez, até a morte da outra pessoa. Não estou falando de impulso, ou ódio instantâneo, mas ódio no sentido de sentimento nutrido, cultivado, ódio secular. Esse sentimento mantém de alguma forma, um ligado ao outro. Não importa a característica... Você pode não concordar, mas ainda assim, se manterá ligado a uma pessoa se a odiar.
Amor... Quando uma pessoa sente amor por outra pessoa, ela se mantém liga àquela pessoa por um sentimento bom. Quando a pessoa que sente amor, vê a pessoa amada, seu coração se inflama de um sentimento bom. Que por vez, faz com que a pessoa deseje que aconteça algo de bom a outra pessoa, algo maravilhoso. Por vez, até a vida eterna da outra pessoa. Não estou falando de impulso, ou amor a primeira vista, mas amor no sentido de sentimento nutrido, cultivado, amor eterno. Esse sentimento mantém de alguma forma, um ligado ao outro. Não importa a característica... Você pode não concordar, mas ainda assim, se manterá ligado a uma pessoa se a amar.
Amor e Ódio podem ser sentimentos contrários, mas mantêm as pessoas ligadas, ou por um sentimento bom ou por um sentimento ruim... Mantém as pessoas ligadas, não adianta.
Assim, são todas as coisas, você pode escolher... Se manter ligado por um sentimento bom ou se manter ligado por um sentimento ruim. Veja o quão sábias são essas palavras:
“E eu te darei as chaves do reino dos céus; e tudo o que ligares na terra será ligado nos céus, e tudo o que desligares na terra será desligado nos céus.”
Matheus 16:19
Para cada um dos sentimentos existe uma chave que liga ou desliga. Se amar ou odiar se mantem ligado. Embora possa acreditar que odiando alguém que já tenha amado, possa desligar-se da pessoa, infelizmente isso não acontece, sempre que lembrar da pessoa, a onda de sentimento retoma força, não importa quanto tempo passe.
O sentimento de amor o mantem ligado e faz bem, o sentimento de ódio o mantém ligado e o faz mal.
O inimigo do amor ou do ódio é a indiferença. Quando uma pessoa ama ou odeia a outra e sofre indiferença, a outra pessoa não tem conhecimento do sentimento, logo não tem conhecimento do outro e este sofre por si.
Quem sente ódio toma veneno para outro morrer. E como o ódio é o próprio mal... Morre.
Quem sente amor toma banho de perfumes. E como o perfume exala cheiro bom, afinal o amor é o próprio bem... Faz bem a quem tem e a quem o deseja.
Assim como uma ação ruim pode inverter as polaridades, ou seja, uma pessoa que ama pode passar a odiar a outra. Existe uma palavra que conecta um sentimento que inverte a polaridade de ruim para bom... De ódio para amor: O Perdão.
Quem perdoa, desliga-se de coisas ruim para se ligar em coisas boas. E quando o perdão vem com sentimento de compaixão, amor universal. Além de inverter o sentimento ruim, ele o liga ao Amor de Deus e o torna livre. Só o verdadeiro perdão carrega consigo esse segredo.
Você pode não acreditar em Deus, mas sabe que perdoar significa esquecer algo ruim e não esquecer algo bom. Pode não acreditar em nada do que foi escrito, mas ao ler a palavra PERDÃO, alguma coisa acontece dentro de você, que você tenta negar.
Que conversa longa... Bom... Vou ficar por aqui...
Muito Obrigado por ler Meu Blog e até meu próximo texto!
Fique a vontade para deixar seu comentário.

2 comentários:

  1. Sensacional!!
    Se a pessoa perdoar a si mesmo, já está dando o primeiro passo, pois muitas vezes o ódio ao outro é apenas consequencia de não aceitar que o tempo não volta. E por mais que a pessoa insista em nutrir esse sentimento ruim, não irá desfazer o que ocorreu.

    Abs.

    Bruno José Patrussi

    ResponderExcluir
  2. "Deve-se temer mais o amor de uma mulher, do que o ódio de um homem." Sócrates

    ResponderExcluir