quarta-feira, 16 de janeiro de 2013

Amor e Ódio


Sentimentos antagônicos com forças contrárias, porém muito parecido um com o outro no que tange a estrutura. Calma! Já explico.
Quando uma pessoa sente ódio por outra pessoa, ela se mantém liga àquela pessoa por um sentimento mal. Quando a pessoa que sente ódio, vê a pessoa odiada, seu coração se inflama de um sentimento mal, ruim. Que por vez, faz com que a pessoa deseje que aconteça algo de mal a outra pessoa, algo de ruim. Por vez, até a morte da outra pessoa. Não estou falando de impulso, ou ódio instantâneo, mas ódio no sentido de sentimento nutrido, cultivado, ódio secular. Esse sentimento mantém de alguma forma, um ligado ao outro. Não importa a característica... Você pode não concordar, mas ainda assim, se manterá ligado a uma pessoa se a odiar.
Amor... Quando uma pessoa sente amor por outra pessoa, ela se mantém liga àquela pessoa por um sentimento bom. Quando a pessoa que sente amor, vê a pessoa amada, seu coração se inflama de um sentimento bom. Que por vez, faz com que a pessoa deseje que aconteça algo de bom a outra pessoa, algo maravilhoso. Por vez, até a vida eterna da outra pessoa. Não estou falando de impulso, ou amor a primeira vista, mas amor no sentido de sentimento nutrido, cultivado, amor eterno. Esse sentimento mantém de alguma forma, um ligado ao outro. Não importa a característica... Você pode não concordar, mas ainda assim, se manterá ligado a uma pessoa se a amar.
Amor e Ódio podem ser sentimentos contrários, mas mantêm as pessoas ligadas, ou por um sentimento bom ou por um sentimento ruim... Mantém as pessoas ligadas, não adianta.
Assim, são todas as coisas, você pode escolher... Se manter ligado por um sentimento bom ou se manter ligado por um sentimento ruim. Veja o quão sábias são essas palavras:
“E eu te darei as chaves do reino dos céus; e tudo o que ligares na terra será ligado nos céus, e tudo o que desligares na terra será desligado nos céus.”
Matheus 16:19
Para cada um dos sentimentos existe uma chave que liga ou desliga. Se amar ou odiar se mantem ligado. Embora possa acreditar que odiando alguém que já tenha amado, possa desligar-se da pessoa, infelizmente isso não acontece, sempre que lembrar da pessoa, a onda de sentimento retoma força, não importa quanto tempo passe.
O sentimento de amor o mantem ligado e faz bem, o sentimento de ódio o mantém ligado e o faz mal.
O inimigo do amor ou do ódio é a indiferença. Quando uma pessoa ama ou odeia a outra e sofre indiferença, a outra pessoa não tem conhecimento do sentimento, logo não tem conhecimento do outro e este sofre por si.
Quem sente ódio toma veneno para outro morrer. E como o ódio é o próprio mal... Morre.
Quem sente amor toma banho de perfumes. E como o perfume exala cheiro bom, afinal o amor é o próprio bem... Faz bem a quem tem e a quem o deseja.
Assim como uma ação ruim pode inverter as polaridades, ou seja, uma pessoa que ama pode passar a odiar a outra. Existe uma palavra que conecta um sentimento que inverte a polaridade de ruim para bom... De ódio para amor: O Perdão.
Quem perdoa, desliga-se de coisas ruim para se ligar em coisas boas. E quando o perdão vem com sentimento de compaixão, amor universal. Além de inverter o sentimento ruim, ele o liga ao Amor de Deus e o torna livre. Só o verdadeiro perdão carrega consigo esse segredo.
Você pode não acreditar em Deus, mas sabe que perdoar significa esquecer algo ruim e não esquecer algo bom. Pode não acreditar em nada do que foi escrito, mas ao ler a palavra PERDÃO, alguma coisa acontece dentro de você, que você tenta negar.
Que conversa longa... Bom... Vou ficar por aqui...
Muito Obrigado por ler Meu Blog e até meu próximo texto!
Fique a vontade para deixar seu comentário.

sábado, 12 de janeiro de 2013

A tela – O cangaceiro


Este quadro foi comprado na praia de Lagoinha no Ceará em 18/07/2009.
Como sempre! Eu gosto de negociar qualquer coisa antes de comprar.
O menino que estava vendendo queria cobrar R$ 15,00 na tela, sem a moldura. Depois de negociar, consegui fazer a aquisição por R$ 15,00 com a moldura colocada.
Ao ver a moldura, confesso que achei grosseira. E até por questões de transporte, como não gostei da moldura, tirei. Me propus a colocar uma moldura nova quando chegasse em São Paulo.
Quando chegamos em São Paulo, devido a correria do dia-a-dia, pedi a minha namorada na época (hoje minha esposa) para fazer o favor de levar a tela para emoldurar. Considerando que no Bairro de Santana tem muitos ateliers.
Esta moldura foi escolhida por ela, muito bonita, vamos considerar!
E custou a módica quantia de R$ 57,00. O que para a época foi muito caro.
Moral da história: Custo Total do quadro R$ 72,00. Custo total da Arte e da história do quadro... Não tem preço!
Vou ficar por aqui...
Muito Obrigado por ler Meu Blog e até me próximo texto!
Fique a vontade para deixar seu comentário.

Correção dolorida


Sr. Amâncio, pernambucano cabra macho, como se definia. Me contou muitas histórias sobre quanto vivia em Buíque-PE, nordeste brasileiro.  E sobre como seus pais mantinham na linha seus onze irmãos e irmãs. Hoje já não se encontra entre nós, pois partir desde mundo em 26/05/2008. Depois de um dia inteiro de trabalho, chegou em casa cansado e seu coração não aguentou o ritmo que ele queria impor a si mesmo.
Uma das histórias que mais me contava é que nunca me esqueço, foi sobre uma desobediência de um de seus irmãos a mãe dele. Nunca o vi espancando nenhum de seus filhos, nem mesmo esse que vos escreve. Até hoje, não posso confirmar se ele contava essa história para nos amedrontar ou se ela de fato aconteceu. E fica mais difícil confirmar porque não tenho nenhum dos irmãos dele por perto para perguntar.
Segundo Sr. Amâncio a correção ao seu irmão mais velho se deu da seguinte maneira: Sua mãe pediu ao irmão mais velho pra ajudar na casa e chamou-o para fazer algo dentro de casa. Segundo, Sr. Amâncio, ele respondeu de maneira malcriada a ela. A malcriação foi tão grande que os outros irmãos ficaram calados, pois naquela época o irmão mais velho era respeitado pelos mais novos e não era questionada a autoridade de forma alguma. Sua mãe ficou aborrecida e foi falar com ele. Ele saiu resmungando e fico o dia inteiro fora.
Quando Sr. Manoel, pai de Amâncio, chegou em casa. Dona Antônia, foi levar a queixa. Contou o acontecido e saiu pro quarto.
Sr. Manuel, de baixa estatura, saiu ao quintal e chamou todos os filhos e disse: - Vão atrás de seu irmão mais velho e o tragam aqui! Tragam a pulso e amarrem naquele troco de árvore. Me chamem quando chegarem com ele. Não voltem pra casa sem encontrar aquele safado! Tenho um assunto a tratar com ele.
Conta que saíram pela cidade de Buíque-PE e o encontram e o arrastaram para casa. E conforme, o pai havia pedido: Foi amarrado no tronco. E chamaram o pai, Sr. Manoel.
Quando Sr. Manoel chegou, pegou um chicote de açoitar cavalos e foi ter com ele. Disse: Você vai apanhar para aprender duas coisas: 1º Nunca desobedecer a sua mãe e 2º Pra aprender a ser homem e não fugir de suas responsabilidades. Seu cabrunco, safado, sem vergonha!
E bateu nele, tanto que os irmãos e irmãs ficaram com tamanha dó, que chamaram a mãe pra pedir misericórdia pelo irmão. O pai continuou batendo até que as costas ficaram em carne viva. E quando isso aconteceu... Que o pai viu o sangue disse: - Vá a cozinha e me traga o sal.
Com o coração em pedaços e lágrimas no rosto foi até a cozinha, Sr. Amâncio, pegar o sal conforme havia mandado o pai.
E Sr. Manoel jogou um quilo de sal nas costas do irmão mais velho que de tamanha dor, gritou. Ali, Sr. Manoel, chamou a todos e disse: - O recado esta dado.
Depois disso, conta Sr. Amâncio, que Dona Antônia, iniciava o chamado de qualquer um na casa e mal terminava o indagado esta na frente dela.
Nunca mais ouve desobediência na casa até o dia em que Dona Antônia o enviou para São Paulo, para ganhar a vida.
Parece um das histórias de cordel do cangaceiro Lampião, que tem a haver com malcriação e chama “Lampião e o quilo de sal”. O qual, Sr. Amâncio sempre lembrava. E por esse motivo que a história não pode ser confirmada e me parece mais uma paródia que nos amedrontava.
Bom... Vou ficar por aqui...
Muito Obrigado por ler Meu Blog e até me próximo texto!
Fique a vontade para deixar seu comentário.