segunda-feira, 30 de julho de 2012

Você não entende... mas é assim por aqui.


Tem coisas nessa vida que você vai viver anos e nunca vai entender porquê elas são da maneira que são. Uma dessas coisas são os famosos usos e costumes do povo brasileiro.

Veja que interessante o mecanismo de devolução de carrinho de carga que muitos condomínios tem por aqui em São Paulo. E este mecanismo, não depende da região onde a pessoa mora, já o vi na ZL na ZN... É interessante...

A maioria dos condomínios tem os carrinhos para levar as compras para os apartamentos... Carrinhos de compras.

O mecanismo funciona da seguinte maneira: Cada apartamento tem uma chave e na chave tem o número do apartamento. Quando você chega com as compras, vai até o local, onde na maioria das vezes é  próximo aos elevadores. Para você usar o carrinho é necessário destravar e para isso usa a chave que tem o número do seu apartamento. Detalhe... A chave fica presa no local. Só assim o carrinho é liberado. Quando você terminar de usar o carrinho... Devolve no local e retira a chave.

Agora se por acaso... Você se esquecer de devolver o carrinho. O zelador ou um outro condomínio sabe através do número da chave... Quem pegou o carrinho. Então é só ligar para o apartamento e pedir a devolução.

Eu achei isso interessante. Não achou?!!

A questão aqui é a seguinte: Porque precisamos disso?! Chave, corrente, carrinho?!

Simples. Não sei de onde vem essa nossa cultura ridícula de sumir como o objeto alheio. De fazer uso do que não é nosso e não devolver. Se todos são inteligentes e vivem em uma sociedade inteligente... O bom senso deveria imperar. Deveria ser algo em nosso “dna social”. Em sendo assim não precisaríamos desse tipo de mecanísmo ridículo. Que foi desenvolvido para garantir que os carrinhos não sumam e vão parar como objeto de enfeite em algum sítio. Incrível, não?!!

Seguindo esse mesmo padrão ridículo são os cabos de aço para prender os notebooks estando dentro da empresa... Ter que trancar as gavetas quando voltamos para casa... Entrar na academia e ter que trancar as coisas no armário... E por ai vai. Sempre me pergunto: Será que existe algum lugar no mundo, onde o bom senso é a regra e não a excessão? Onde o mal é vigiado por todos e não todos temer o mal?

Acho que deve ter... Será !?

Bom ... Muito Obrigado por ler Meu Blog e até me próximo texto!


Um comentário:

  1. Além da segurança, também é uma questão de controle. Uma pessoa pode "esquecer" que o carrinho de 2 m2 está no meio da sua cozinha por semanas e semanas. Apenas uma questão de "controle".

    ResponderExcluir