sábado, 26 de novembro de 2011

Evolução Humana – Confusões genéticas


Se você esta lendo este texto e não leu o texto “Evolução Humana – Quem é seu pai? Quem é sua mãe?”... Recomendo que o faça. Você vai achar interessante... Caetaniano... Ou não!
No texto recomendado a leitura no parágrafo anterior, finalizei com o que chamei de “adoção fetal”. Pesquisei  e encontrei outro termo chamado adoção embrionária.  Não sou médico, nem bioquímico, não estou ligado a área de pesquisas ou saúde... Sou um cidadão comum que faz perguntas... “E se”.
Agora vamos a mais uma reflexão e levá-la a ficção...
Considere que sua mãe ou seu pai seja fértil, isso significa quê para você nascer, será necessário um gameta masculino ou feminino. Este pode ser obtido no banco (esperma ou óvulo). Seus pais considerando o problema um tanto quando sensível demais para levá-lo a família, consideram que devem resolver isso entre eles. Principalmente por conta daquelas piadas besta que familiares fazer sobre o assunto e eles não conseguem se abrir para discutir o tema por vergonha. Questão de honra!
Para simplificar a idéia, seu pai é quem é o infértil na história, sem maldades... apenas para simplificar. A fecundação invitro é feita e pronto: Você nasceu.
Por algum motivo, o qual não cabe discutir aqui, o médico ou o bioquímico, em resumo a pessoa responsável por fazer a fecundação invitro, pega o gameta de uma outra espécie humana diferente... O termo “Raça Humana” esta em desuso, mas é exatamente esse o sentido adotado aqui. As espécies humanas são dividas em três grupos: caucasianos, negroides e mongolóides.
Considerando que sua familia seja missigenada entre negróides e caucasianos, tipo o café com leite... E o profissional fecunda um gameta mongolóide... Asiático.
Toda família feliz que você nasceu...  Mal colocam o pé pra fora da maternidade, começam os comentários: Não sei não... esse menino esta diferente...
Com o passar dos meses, a diferença vai se acentuando. Como seus pais não comentaram nem entre família que o caso foi fecundação invitro com gameta de terceiros... (rindo muitooo mesmo)... Já imaginou uma situação dessa?  Complicou!
Vou ficar por aqui e deixa você imaginar onde essa história vai chegar... Rsss
Obrigado por ler Meu Blog e até meu próximo texto!

Um comentário:

  1. Adalba,

    Eu diria que você acabou de exemplificar como será o futuro dos advogados, os atuais (essa geração)terão que estudar muito sobre esse novo assunto, e os que ainda estão por vir (próxima geração) irão se perguntar, porque era tão simples a área do direito e eles a consideravam tão complexa?

    Abraços

    Bruno José Patrussi

    ResponderExcluir