segunda-feira, 23 de maio de 2011

Festo em Família

No domingo, dia 22 de maio de 2011, a empresa onde Meu Filho trabalha fez um evento para a família chamado Festo em Família.


Neste evento as famílias dos funcionários fazem um tour pela empresa conhecendo como a empresa funciona. E o que achei muito legal... A família toma conhecimento do local onde o funcionário trabalha e o que ele faz na empresa.

Logo ao chegar na empresa a receptividade é afetiva, você sente que tem uma festa preparada pra você.

Olhando para Meu Filho William pude sentir o quanto o tempo passou, me lembro de ter sonhado com ele dirigindo e eu sentado no banco do passageiro. Mas a grata surpresa foi sentir que nesta vez não era eu quem estava levando ele para passear, mas sim ele quem estava me levando... E desta vez a família toda.

Ele dirigindo com um orgulho estampado no rosto que era impossível não perceber. Nem vou falar da família dele que isso é pleonasmo... Sem falar que o pai dele é um chorão de carteirinha, quando se trata de falar dos filhos...rssss.

Assim que entramos na empresa fomos convidados a ir para um auditório onde nos apresentaram um vídeo, em que o presidente da empresa nós dava boas vindas e falava sobre a Festo.

Festo é uma empresa alemã que esta em todos os cantos do mundo e trabalha com automação industrial. Um coisa assim fantástica mesmo! É impressionante o setor de automação. Eles mostraram vários clientes em que atuam. Vai de bebida a produção de carros. Mostraram um vídeo sobre um pássaro robô que eles fizeram que fiz questão de colocar aqui... veja no video abaixo... é impressionante!





Eu poderia falar por horas da empresa e principalmente como Pai do William. Deste último acho que ninguém dúvida... Amo muito você também Minha Carol Linda... Rsss..

Tenho certeza que Meu Filho escolheu mesmo o que gosta de fazer, principalmente quando ele começa a falar da empresa e das coisas que faz na empresa, pela forma com que fala, não deixa nenhuma dúvida. E quem conhece ele sabe do que estou falando.

Achei interessante a preocupação da empresa de fazer com que a família sinta-se parte da empresa e ao mesmo tempo faz com que o funcionário sinta orgulho do que faz. Eu acredito que essa sintonia, faz com que o funcionário sinta a responsabilidade e a importância do que faz, não só no contexto da empresa, mas também da família. Nunca havia vivido esta experiência.

Aproveitando gostaria de agradecer a Festo por proporcionar isso a nós, Família do William e a todos as famílias que estiveram no evento.

Que tal você levar esta idéia de empresa família para caixa de sugestão da sua empresa?


Fique a vontade para comentar...

Obrigado por ler Meu Blog!
Até meu próximo texto!



quarta-feira, 18 de maio de 2011

“Não criticar, Não condenar e Não reclamar”

“Não criticar, Não condenar e Não reclamar”. Esta é uma das frases de Dale Carnegie, autor do livro “Como Fazer Amigos e Influênciar Pessoas”, que deve sua primeira edição escrita em 1937.

Esta frase me motivou a escrever este texto, principalmente porque estabelece uma paradoxo que achei muito interessante escrever...

Um profissional que trabalha como técnico ao longo de sua vida o que mais aprende a fazer é criticar, condenar e reclamar.

Criticar o trabalho dos outros e muitas vezes é cobrado a fazer isso. A final precisa garantir que seu trabalho saia bem feito e não é qualquer pessoa que vai atrapalhar que isso seja feito!

Já fui um desses, a ponto do Fabio Petrillo me dizer:
- Adalberto, fala sério! Você é muito cavalo, meu!

E eu achava tudo muito normal, meu papel era e continua sendo... fazer bem o meu trabalho. E por vezes não suportava perguntas que considerava estupidas, sem entender que: Quem não sabe esta aprendendo e não tem obrigação de saber. E por isso pergunta!

Como não criticar se você passou o longo de sua vida criticando a si mesmo e ao trabalho dos outros? Como não condenar quando sua função por muitas vezes foi condenar o trabalho mal-feito dos outros? Como não reclamar se ao longo de sua carreira você, no seu papel foi fazer isso quase que compulsivamente, quando você precisa defender seu papel como técnico?

Fazendo isso sempre, chega uma hora que você não consegue separar a crítica do trabalho técnico, da crítica ao profissional que o fez. E dependendo da forma que você fala, fica impossível ao interlocutor entender diferente e por fim acaba entendendo que que á crítica é geral. E o assunto caminha para o lado pessoal. Isso aconteceu comigo muitas vezes... E ainda acontece principalmente quando me empolgo...

Da mesma forma é válido para condenar um trabalho feito e não a pessoa que o fez... E assim também reclamar do trabalho feito e não da pessoa quem o fez... Veja que existe uma linha muito tenue entre criticar, condenar ou mesmo reclamar de um trabalho e do profissional que é responsável por fazê-lo.

Mas com o passar do anos você vai percebendo que aquelas pessoas aquem você criticou o trabalho podem hoje impedir sua progressão, simplesmente por que não entenderam a sua forma de fazer a crítica.

Resumindo você vai ter que fazer uma manobra muito boa para fazer eles entenderem que você cresceu, mais como pessoa do que como profissional, principalmente porque como profissional... seu currículo pode mostrar isso, mas como pessoal... Isso não é tão simples de colocar no currículo. Este é o currículo que as pessoas dão a você.

O importante é sempre tentar enxergar onde começa a crítica, a condenação e a reclamação ao trabalho, separando o lado pessoal do lado profissional. E isso é feito com muito cuidados nas palavras, saber lidar com as pessoas nesta hora é muito mais dificil que simplesmente dar um paracer técnico ou falar sobre um trabalho mal-feito.

Hoje tento entender esse lado humano e principalmente tento separar as criticas que são direcionadas ao meu trabalho e a mim mesmo como pessoa e não levar para o lado pessoal. Mas entender que sempre posso aprender em qualquer situação, bem como ensinar se tiver oportunidade.

Não adiante levar ressentimento e principalmente criá-los em outras pessoas. O cuidados com as palavras e a atenção com as pessoas vai me ensinar e a você também a não criticar, não condenar e não reclamar sem antes levar em consideração a situação e as pessoas envolvidas.

Da mesma forma que o ser humano tem capacidade e inteligência para lidar com situações técnicas, tem as mesmas qualidades para aprender a lidar com pessoas. Só ter interesse... Pois se algo em você não é nato, você pode adquirir.

Fique a vontade para comentar...

Obrigado por ler Meu Blog!

Até meu próximo texto!


domingo, 15 de maio de 2011

Heróis Anônimos do nosso dia-a-dia

Tenho passado por um periodo de reflexões, de maneira que tenho buscado fazer leituras de livros que falam sobre comportamento humano, como lidar com pessoas.

Me desenvolvi de tal maneira na minha carreira técnica que hoje tenho encontrado barreiras para mostrar para as pessoas que me conhecem a mais tempo que podem confiar em minha capacidade de tratar com elas. O tempo passou e ainda ficaram algumas rugas por parte de passoas que guardam mais o estigma do que a capacidade de perdoar.

O que me faz contar esta história é exatamente isso: Como é importante saber lidar com pessoas. E como algumas pessoas se tornam verdadeiros “Heróis Anônimos”.

Não faz muito tempo aconteceu algo extremamente desagradável com um amigo próximo que até hoje não consigo esquecer. Ele ficou tão, mas tão aborrecido que pensei que ele não seguiria superar aquela chateação. Eu não passei pelo problema, mas pude fazer empatia com o sentimento dele de maneira que não sei qual seria a minha reação de tivesse no lugar dele.

Ele pretendia mudar de área, sair da equipe que trabalhava para ir trabalhar em outra equipe que significava pra ele uma melhora de função.  Fez todas as entrevistas e seguiu o procedimento conforme mandava os processo interno da empresa que ele trabalha. Ao final estava certo e pelo teor os interessados nele estava tudo certo. Só deveria ser liberado pela área onde trabalhava para começar na outra área... Assim pensava ele...

Percebendo ele que nada acontecia, resolveu ir questionar seu gerente o motivo pelo qual ele não poderia começar na outra área. O gerente querendo ser... e foi sincero até demais. Não fez a menor analise da situação no sentido de verificar o quanto aquilo poderia desmotivá-lo, chateá-lo, acertar a alma dele em cheio.

Ele ouviu:  “Vou ser sincero com você: Infelizmente naquela área sem chances pra você. Lá você não vai trabalhar. Tem algumas pessoas que estão lá que tem retrospectos negatívos a seu respeito, não gostam de você. E o gerente da área falou que não vai querer você trabalhando lá”.... Falou mais coisas e por fim para amenizar falou que teria um novo projeto onde pretendia que ele trabalhasse com ele.

Essa atitude do gerente foi tão marcante e tão forte para com esse meu amigo... Que ele ficou tão aborrecido que compartilhou seu sentimento com todos e acredito que foi essa atitude que fez com ele que superasse esse momento e continuasse.

Esse compartilhar com as outras pessoas e certamente com a esposa, parentes e amigos foram amenizando e facilitou a ele superar.


Não posso dizer que isso vai sair da vida dele da noite para o dia. Mas o fato dele superar e criar novos objetivos para provar que as pessoas que fizeram julgamento errado dele, principalmente porque eu conheço e tive a oportunidade de trabalhar com ele... Faz dele para mim: Um Herói Anônimo do nosso dia-a-dia.

quarta-feira, 4 de maio de 2011

Quem inventou o trabalho?


Estávamos tomando café quando o Carlão perguntou em tom de brincadeira:

- Quem inventou o trabalho?

Respondi de pronto: Foi o Adão!

Mas vou aproveitar e fazer uma correção, quem  inventou o trabalho foi DEUS. Ele chamava seu trabalho de obra... veja em Genisis 2:2
“Ora, havendo Deus completado no dia sétimo a obra que tinha feito, descansou nesse dia de toda a obra que fizera.”
Veja que ELE também criou o descanço... Sagrado descanso!

Mas... DEUS não deu o trabalho a nós. Até que o Adãooo... Sim... Ele mesmo não fizesse uma besteira. Então quem é responsável por nós trabalhamos é o Adão sim. Ele mesmo. E na Biblia você pode encontra o texto em Genesis 3:19
"Do suor do teu rosto comerás o teu pão, até que tornes à terra, porque dela foste tomado; porquanto és pó, e ao pó tornarás."

Tradução “Do suor do teu rosto comerás do teu pão..” isso significa “Trabalho”...
Completando a tradução “..até que tornes à terra” igual a “Trabalho até morrer”!

Ele quem fez a besteira e ainda quiz colocar a culpa na Eva. Não avisou a ela que não podia comer do fruto. E ao invés de chamar a responsabilidade pra si. Tipo:
- SENHOR, Olha...Eu me esqueci de avisar a Eva que não podia comer... mas sabe como é mulher né?!! Uma fala mais macia e já caiu na conversa da serpente. Então comeu. Ela veio oferecer pra mim, mas como eu sabia que não podia comer... Então?! Tem como o Senhor segura esse BO ai pra gente?!  Dá uma aliviada na pena?!

Não!!!  O nome dele que deveria se chamá “Mané”, sem oferença aos Manuels... Foi logo se esquivando e colocando a culpa até em DEUS. Veja a covardia do “homem” em Genisis 3:12
“Ao que respondeu o homem: A mulher que me deste por companheira deu-me a árvore, e eu comi.”

Tradução “A mulher que me deste” igual “a culpa é sua que me deu essa mulher”... Fala Sério?!! Que covardia!

Como Adão não assumiu o BO, DEUS teve que perguntar pra Eva... veja em Genisis 3:13
“Perguntou o Senhor Deus à mulher: Que é isto que fizeste? Respondeu a mulher: A serpente enganou-me, e eu comi.”
Ai não teve jeito... DEUS mandou a sentença... veja em Genisis  3:14 a 3:19

“Então o Senhor Deus disse à serpente: Porquanto fizeste isso, maldita serás tu dentre todos os animais domésticos, e dentre todos os animais do campo; sobre o teu ventre andarás, e pó comerás todos os dias da tua vida.
Porei inimizade entre ti e a mulher, e entre a tua descendência e a sua descendência; esta te ferirá a cabeça, e tu lhe ferirás o calcanhar.
E à mulher disse: Multiplicarei grandemente a dor da tua conceição; em dor darás à luz filhos; e o teu desejo será para o teu marido, e ele te dominará.
E ao homem disse: Porquanto deste ouvidos à voz de tua mulher, e comeste da árvore de que te ordenei dizendo: Não comerás dela; maldita é a terra por tua causa; em fadiga comerás dela todos os dias da tua vida.
Ela te produzirá espinhos e abrolhos; e comerás das ervas do campo.
Do suor do teu rosto comerás o teu pão, até que tornes à terra, porque dela foste tomado; porquanto és pó, e ao pó tornarás.”

Garanto que se DEUS tive feito a Eva primeiro... Na primeira cantada que a serpente desse no Adão, o pau já tinha fechado e a gente ainda estava tranquilo no paraíso!

Fique a vontade para comentar...
Obrigado por ler Meu Blog!

Até meu próximo texto!