quinta-feira, 17 de fevereiro de 2011

A Salada Ceasar

Em um domingo ensolarado, daqueles que você não teve como viajar porque teve compromissos com a faculdade... Não eu, mas ela... E resolvemos sair pra passear e dar uma volta na mais paulista das avenidas: A Avenida Paulista.

Paramos o carro no estacionamento Shopping Pátio Paulista e saimos do shopping em direção a Consolação caminhando pela Avenida Paulista. E sim... Como diz Ela... Saimos romanticamente para fazer uma caminhada.

Passamos pela Casa das Rosas, o Sesc, o Hospital Santa Catarina, o Itaú Cultural, o Instituto Pasteur ... Chegamos na Brigadeiro. E continuando... a Fnac, a Gazeta, o Prédio da FIESP, o Banco Bradesco... Parque Trianon e MASP... e sim caminhando... continuamos. A esta altura, decidimos que seria legal almoçar no SUBITO, um restaurante muito gostoso que fica no Conjunto Nacional. E depois dar uma passar na Livraria Cultura e ver se tinha alguma peça no Teatro da Livraria.

Chegamos ao Restaurante, achamos nossa mesa, sentamos. O garçom prontamente nos deu o cardápio e então escolhemos nossos pratos. Enquanto aguardávamos nossos pratos, sentaram-se na mesa ao lado duas senhoras. Muito aculturadas com um diálogo difícil e prolixo a respeito de marketing, produção e parari e parara... Elas conversavam num tom um pouco mais alto que o nosso que não dava para não prestar atenção.

Chegamos ao Restaurante, achamos nossa mesa, sentamos. O garçom prontamente nos deu o cardápio e então escolhemos nossos pratos. Enquanto aguardávamos nossos pratos, sentaram-se na mesa ao lado duas senhoras. Muito aculturadas com um diálogo difícil e prolixo a respeito de marketing, produção e parari e parara... Elas conversavam num tom um pouco mais alto que o nosso que não dava para não prestar atenção.


O garçom chegou entregou o cardápio para elas e a primeira, mau olhou para o cardápio e disse para a outra:

- Eu queria comer... Assim... Uma salada um coisa mais leve. Não queria comer carne não...
A Outra:
- Vamos pedir esta aqui ô: Salada Ceasar!
A primeira:
- Mas tem frango...
Chegou o Garçom
- Pois não? O que desejam?
A Outra:
- Bom trás pra nós uma Salada Ceasar, mas sem frango.
O Garçom:
- E pra beber?

E finalizaram o pedido. Neste ínterim, chegaram nossos pratos, Meu e da Elaine. Já tínhamos andado bastante e naquela altura do campeonato a fome esta pegando.
Começamos a comer e entramos em uma conversa gostosa que nem prestamos mais atenção nas senhoras, salvo algumas vezes que o tom subia um pouco.
Terminamos de comer e logo em seguida, senão me engano quase que concomitante, elas terminaram também e pediram a conta também.

As contas chegaram juntas... Ai a conversa com o Garçom nos chamou a atenção.
A Outra:
- Nossaaa! Mas esta conta esta cara! Só pedimos uma salada. Só teve folhas aqui!
A primeira:
- Esta muito caro! Não deveria cobrar apenas a salada. Vocês estão cobrando a Salada como o file de frango. Como se estive completa. Nós pedimos apenas a salada. Poderia chamar o Gerente, por favor?

O Garçom não teve dúvida, alias, nem precisou chamar como veemência, afinal, O Gerente já esta ao lado. E quanto o imbróglio se resolvia, nos aguardávamos para fazer o nosso pagamento.

A primeira:
- O Senhor não acha que esta muito cara esta conta? Só pedimos a salada!!!
O Gerente:
- Senhora, o valor cobrado é do prato pedido. Nós colocamos frango e a opção de retirar o frango e alterar o prato foi de vocês, sendo assim, cobramos o prato normalmente. Vocês quem escolheram tirar o frango.

E nós ao lado, olhamos um para o outro e sem precisar falar, pensamos: É verdade, o Gerente esta certo. Foram elas quem escolheu retirar o frango.
Elas logo entenderam o que acontecem, não concordam, mas não criaram caso e pagaram a conta.
A moral dessa história para a Elaine seria: "Tudo na vida é resultado de escolhas... Tente analisar as consequências de suas escolhas".
E pessoalmente faço uma ponderação e pergunta: De acordo com o que foi pedido, esta logicamente correto. Mas é Ético?

Bom... Fiquem a vontade de para comentar...

Um Abraço e até meu próximo texto!


3 comentários:

  1. As vezes fatos cotidianos nos levam a reflexão. Eu já vi em restaurantes a seguinte sitação : "Se o cliente alterar o prato, o valor a ser cobrado será o do prato completo", ou algo assim.
    Pelo menos os clientes ficam avisados, pois o que é óbvio pra mim as vezes não é assim tão óbvio para os outros.

    Grande abraço!

    ResponderExcluir
  2. Muito legal sua conclusão, mas não aprovei a atitude do gerente! dificilmente os cliente voltaram a este estabelecimento.

    No meu caso talvez pediria o frango para viagem e deixaria com algum carente andarilho da Av. Paulista.

    abs,

    ResponderExcluir
  3. 3/02/2011
    Adauto
    o gerente podia da o desconto do frango ,pois ele só não perdeu o cliente mais também os amigos do cliente porque o boca a boca e a melhor propaganda,

    ResponderExcluir