sábado, 31 de dezembro de 2011

Olha Feliz... Feliz 2012!


Quando ando pela cidade fico observando os olhares das pessoas...
Vou tentando traduzir ou interpretar os diversos olhares, certamente que posso me enganar em muito quando faço minhas deduções... Mas uma coisa é certíssima, um olhar em plena felicidades não tem como nos enganar... Ahhhh Não tem mesmo!
Quando você fica na praça de alimentação do shopping aguardando a refeição chegar e encontra um “bando” de adolescentes conversando e azarando uns aos outros e você capta em meio aquela bagunça um olha de dois adolescentes apaixonados... tipo primeiro namoro... ou que não seja o primeiro namoro, mas um sentimento gostoso de paixão de namoro entre eles...
Quando passa um papai e uma mamãe com o filhinho no carrinho e você percebe o olhar de satisfação e orgulho do papai... tipo meu menino, ou minha menina! E a mamãe apoiado no ombro do papai com um sorriso que não cabe nela...
Quando você anda pela praia e vê ao longe duas pessoas idosas que ainda encontram entusiasmo para brincar um com o outro, jogando areia como se crianças fossem, pois o são... e um olhar gostoso de um para o outro que se estende a cumplicidade a felicidade de longos anos vividos...
Quando você percebe que seu filho cresceu e que agora ele vai passar a virada do ano como os amigos e te liga com uma felicidade que você nem precisa perguntar se ele esta bem, se esta feliz... Você consegue imaginar o olhar de felicidade dele...
Olhar de criança que vibra de alegria quando pega o doce que mais gosta, o brinquedo que espera...
Olhar de casais recém casados que mistura o medo do novo e a alegria de estar juntos...
O olhar agradável, doce e suave de DEUS sobre todas as nossas vidas ao longo de 2012 seja pleno e nos cubra com muitas felicidades!
Feliz 2012!


sábado, 24 de dezembro de 2011

São Simão – Lendas Urbanas


Gosto muito de conversar com minha mãe e principalmente sobre histórias do passado. Faço isso pra conhecer melhor como viveram aqui meus antepassados, afinal, eu nasci em São Simão.
Estava como sempre sentado na mesa da cozinha, enquanto minha mamãe estava cozinhando para a Ceia do Natal, preparando aquela deliciosa lasanha que só ela saber fazer... Uma delicia!
Não sei qual foi o motivo claro que levou a esse comentário, mas minha mãe fez o seguinte comentário: “São Simão não vai pra frente porque foi um dia amaldiçoada por um padre. Tanto que Ribeirão Preto é mais nova que São Simão e é muito maior”.
Fiquei intrigado com o que a minha mãe falou e comecei a perguntar pra todos passaram pela cozinha.
Sr.Paulo falou que era “balela” que São Simão não se desenvolveu por estar fora das rotas de progresso de país e que essa tal maldição não existe.
Falei com Meu Tio Lando, ele comentou que é verdade e que essa história é do tempo em que minha mãe era criança, pois ela é mais velha que ambos.
Inquieto postei no Facebook procurando alguém em São Simão que pudesse validar essa história e continue buscando na internet até que encontrei o seguinte site “Sobrenatural.Org” o link Cidade Amaldiçoada.
E la encontrei o seguinte texto, validando em partes, pois preciso pesquisar mais, o que minha mãe me contou:
“(...) um padre foi acusado de pedofilia na Cidade de São Simão. A cidade estava em pleno crescimento devido a produção de açúcar. Hoje deveria ser uma cidade maior que Ribeirão Preto. Após a acusação, o padre foi apedrejado e mandado embora da cidade. No entanto, antes subiu ao cruzeiro (Uma cruz de 15 metros de altura que fica em um grande morro da cidade) e a amaldiçoou. Falando que dali para frente a cidade só andaria para traz. Após proferir tal maldição foi embora de trem e nunca mais se teve noticia do tal padre. Alguns anos após a “maldição” lançada pelo padre, veio sobre a cidade uma epidemia de VARÍOLA, depois a FEBRE AMARELA e depois (...) três catástrofes que acabaram com a cidade: Gripe Espanhola,Geada e Chuva de Gafanhotos. Como prometido pelo padre.” Este deste foi escrito em 9 de Abril de 2009. Autor desconhecido.
Eu acredito em DEUS e tenho pelo que esta na palavra que crendo Nele não há maldição que lhe alcance. “E todas estas bênçãos virão sobre ti e te alcançarão, quando ouvires a voz do SENHOR teu Deus;”  Deuteronômio 28:2
Mas que é um história muito intrigante... Ahhh Isso é!
Muito Obrigado por ler Meu Blog e até meu próximo texto!



sexta-feira, 23 de dezembro de 2011

Nós Brasileiros


Quando você vai comprar um celular em São Paulo, na maioria dos shopping centers, você encontra o celular em uma bancada todo amarrado e preso em um tipo de equipamento de segurança. Você não consegue sequer ver como ele funciona.
Em alguns lugares quando o celular possui teclado e precisa ser deslocado para abrir... Isso se torna impossível. Você tem que se contentar em ver o celular fechado mesmo.
E assim, acontece para várias outras coisas. Se você vai em um joalheria comprar um presente para alguém, o vendedor lhe traz o mostruário, se você pedir para ver outro mostruário... O vendedor retira o que estava com você, leva e traz os dois. Não pode deixar com você enquanto vai pegar o outro. É uma norma comum com risco dele perder o emprego.
Quando você vai a um restaurante, não pode se descuidar de seus pertences. As mulheres não podem simplesmente colocar as bolsas sobre outra cadeira e ficar tranquilas... Vacilou a bolsa voou.
Na mais paulista da avenidas, a Avenida Paulista, onde tem o maior número de policiais por metro quadrado a ousadia dos bandidos é espantosa... Eu vi com estes meus olhos: O bandido vem em uma bicicleta... Caminha de vagar como se fosse um turista...  E quando a pessoa pega o celular pra atender... Eles vem em velocidade e toma o celular e sai com a bicicleta em disparada. Se foi o celular!
Os bandidos são excelente calculista, tem um lógica incrível... Devem calcular a distância do próximo grupo policial e o que passou... O semáfaro e... Sei lá!  São muito rápidos...
Aqui no Brasil tem um coisa incrível que só nós temos. Uma Lei tem que “pegar”. Isso mesmo! As leis só são obedecidas se “pegarem”... Não são feita para serem respeitadas. Se são respeitadas é porque a lei “pegou”... Tem algum exemplo ai pra citar? Temos tantos que é melhor nem escrever...
Todo esse medo de roubos e furtos, fora os outros crimes que é melhor nem comentar... afinal aqui não é nenhum NP...
Não tem jeito... Isso aqui no Brasil, falando daqui de São Paulo, parece uma coisa comum... Já estamos... Vamos assim dizer: “Acostumados”. Todo mundo anda segurando suas bolsas na frente do corpo. É muito loco!
Conversando sobre esse “pânico coletivo” com uma amiga, ela fez o seguinte comentário: É.. mas quando a gente viaja para fora do país, somos muito mais safos que os gringos.
Mas uma coisa é certa: Nós brasileiros somos muito desconfiados em sua grande maioria, de tudo e de todos. E a regra básica é: Confiar desconfiando. E se não conhece não confie mesmo!
Cada país, cada localidade tem seus problemas, suas dificuldades... Mas essa é uma das mais ruins... Essa sensação de falta de liberdade de poder andar sem se preocupar. Mas ainda assim amamos esse país com suas loucuras e adversidades. Falo por mim... Amo São Paulo e esse Meu Brasil!
Não é por acaso que 90% dos brasileiros acreditam em Deus. É confiar em DEUS e seguir em frente: “Entrega o teu caminho ao SENHOR; confia nele, e ele o fará.” Salmos 37:5
Obrigado por ler Meu Blog e até meu próximo texto.
;D


quarta-feira, 21 de dezembro de 2011

Evolução Humana – Questões religiosas


Sempre encontramos pessoas que não são tão, nunca foram e quase sempre odeiam religião e tudo o que esta vinculado a ela. Do meu ponto de vista são pessoas, sem querer generalizar obviamente, que não tem conhecimento da religião em si, seja ela, islâmica, judaica, cristã entre outras. Toda religião tem um princípio inviolável que deve ser aceito e respeitado. Questioná-lo te coloca fora do contexto religioso. Um dos princípios mais básicos é o livre arbítrio. 
Você escolhe, ainda que você tenha nascido judeu, ou em algum país islâmico, ou dentro de uma família católica, ou em berço evangélico... ainda assim, quando você tomar consciência tem o poder de fazer a escolha: A sua escolha.
Parece muito simples falar assim, obviamente que é, mas apenas quem nasceu nesta condição sabe o que significa aceitar o que já escolheram para elas. E se por algum motivo a pessoa decide mudar de uma religião para outra, isso é visto como uma traição. Quem nasce e tem religião secular saber o que significa isso.
Religião em si é um conjunto de regras que estabelecem o convívio coletivo, no entanto, a religiosidade tem por princípio a fé. A fé é definida na bíblia como:  “... a fé é o firme fundamento das coisas que se esperam, e a prova das coisas que se não vêem.” Hebreus 11:1
Quem vai a religião, busca religiosidade e a alcança através da fé. Este é um dos princípios invioláveis da religião cristão. Através da fé se chega a Deus... “Ora, sem fé é impossível agradar-lhe; porque é necessário que aquele que se aproxima de Deus creia que ele existe, e que é galardoador dos que o buscam”. Hebreus 11:6
Em relação a definição de religião, Meu Irmão Luiz Ricardo, fez o seguinte comentário:
"O que nos leva a Deus é a nossa fé, nosso relacionamento com Deus. A religião são conceitos e normas criadas consciente ou inconscientemente pelo homem. (...) Em algumas igrejas ou crenças, (...) as "normas" são mais importantes que a nossa crença em Deus.  “Tendo cuidado para que ninguém vos faça presa sua, por meio de filosofias e vãs sutilezas, segundo a tradição dos homens, segundo os rudimentos do mundo, e não segundo Cristo.” Colossenses 2:8
Já conversando com Meu Irmão Alessandro Moraes sobre este texto ele considerou comentar sobre o processo de fecundação “in vitro” no contexto de nossa fé, usando as palavras escritas por ele, fez o seguinte comentário:
“Deus enviou a Jesus justamente para religar o homem a Deus, para preencher a lacuna que foi aberta pelo pecado e Jesus não falou em religião, mas disse "Amai a Deus sobre todas as coisas e o teu próximo como a ti mesmo", aceitando e entendendo o sacrifício de Jesus por nós e crendo que o Espírito Santo, o Consolador, é o único que pode nos orientar através da palavra de Deus e de seu agir o que é certo ou errado para as nossas vidas (...) essa é a única religião e a única maneira de agir de acordo com a vontade de Deus, não discriminando a tudo e a todos (... ).
Portanto, se fecundação “in vitro” e outras coisas são certas ou erradas, vai depender de pessoa para pessoa, de situação para situação, de acordo com o querer de Deus e a busca pelas respostas, pela palavra rhema que Deus tem para cada um de nós.”
Estas questões vão além... Você deve esta se questionando sobre os tratamentos clínicos, as transfusão de sangue entre outras tantas questões em tantas outras religiões...
É um tema complicado e só tentei dar a minha, a nossa contribuição, referente as questões que coloquei.
Fique a vontade para criticar de maneira civilizada, respeitando nossos diferenças.
Muito Obrigado por ler Meu Blog e até meu próximo texto!

quinta-feira, 15 de dezembro de 2011

Fez sua lista de desejos?


Em dezembro de 2010 escrevi o texto Já fez a sua lista de desejos para o ano que esta chegando?... no caso este ano 2011.
Você não fez sua lista?!! Bom... Quem sabe este ano você tome coragem e faça sua lista. Se você fez a sua lista... É o momento de você avaliar sua lista e agradecer.
Faz parte do curso de nossas vidas: as perdas. E por vezes certas perdas são de fato desagradáveis, mas ainda assim, existe uma lição... algo a ser aprendido em tudo que acontece em nossas vidas de bom e de ruim. O importante é ter entendimento da situação, aprender a lição e seguir em frente.
Me lembro de ter participado não de um... mas de vários cultos na igreja onde o pastor nos fala do cuidado que devemos ter no momento em que oramos.
Muitas pessoas não sabem orar e depois reclamam com DEUS. São pessoas que tem dúvida quanto ao que querem ou sabem o que querem, mas não sabem especificar direito.
E quando estão orando falam com DEUS e se esquecem de pedir a ELE que vigie os sentimento e capture o sentimento daquilo que esta sendo desejado. E depois ficam aborrecidas com DEUS e ficam reclamando que não era assim, era assado... Você já viu isso não?!
E já ouvi outros pastores falarem que quando você ora, deve ser específico e se possível no detalhe, caso contrário seu pedido será atendido, mas não virá exatamente como você deseja e certamente você vai reclamar.
Se fez sua lista é momento de avaliar, agradecer, riscar os itens que foram atendidos, avaliar os que ainda não foram para ver se devem permanecer na lista ou se devem ser removidos e ainda... se você pediu direito...
Olhando por outra perspectiva esta lista pode te ajudar a manter o foco em seus objetivos e se você acreditar que DEUS vai te abençoar, certamente será abençoado não apenas ao longo do ano vindouro, mas por toda sua vida.
E eu vos digo a vós: Pedi, e dar-se-vos-á; buscai, e achareis; batei, e abrir-se-vos-á;” Lucas 11:9
Gostaria de agradecer por ler Meu Blog.
DEUS nos abençoe grandiosamente em 2012!

terça-feira, 29 de novembro de 2011

Evolução Humana – Questões intrigantes


Em "Evolução Humana– Quem é seu pai? Quem é sua mãe?" escrevi sobre algumas possibilidades de combinações para fecundação “in vitro”. Depois em "Evolução Humana –Confusões genéticas" escrevi uma ficção fazendo referência aos possíveis problemas que isso poderá vir a trazer...
Achei esse tema tão intrigante que vou escrever mais sobre ele... Bem... Vamos lá!
Existem vários aspectos a serem abordados e discutidos sobre esse tema. E tenho certeza que já devem esta as voltas em discussão ao redor do mundo científico já a alguns anos, afinal esse tema não é tão novo. Com certeza vamos encontrar uma gama muito grande de temas para monografias, dissertações e teses. Principalmente por estar ligado ao ser humano. O ser social e sua relações interpessoais, ou seja, no contexto social. O ser humano no contexto psicológico e mesmo religioso.
Algumas perguntas me faço e estendo elas a você que esta lendo isso agora:
Como você se sentiria, ao tomar conhecimento de que você nasceu por meio de um processo chamado “adoção embrionária” e foi gerado em uma "barriga de aluguel"?
Ou seja, você nasceu ou você é um produto que seus pais desejaram tanto quanto um animalzinho de estimação? Peguei pesado agora... Não? Mas tente deixar de lado as emoções e faça um exercício racional da situação...
Não seria mas fácil e menos doloroso emocionalmente, saber que você é um filho adotivo e mais ainda, se desejar, pode ir buscar sua origem, saber quem são de fato seus pais?
Não, Não e Não. Tudo isso pra dizer que de fato... Como Ser Humano nenhuma dessas questões tem ou terão importância.
Na verdade, podemos considerar tudo isso secundário, ante ao simples fato de você ser um ser humano esclarecido e amado pelo que significa ao seus pais que te cria, educa e ama. Como ser social, suas contribuições a sociedade, poderão ser muito maiores que o simples fato de saber sua origem biológica. Do meu ponto de vista sua origem biológica se acerca mais a você, como indivíduo, o interesse é mais restrito a sua individualidade que a sociedade.
Sem falar que um processo como esse “adoção embrionária”, somado a “barriga de aluguel” deve custar muito caro e se você nasceu nessas condições, pode se considerar um felizardo... E senão conseguir se ver feliz é no mínimo ingratidão.

Afinal você sabe quanto custar ter um Bebê? Quanto que ele ou vai custar ao longo da sua vida? Tem coisas que o dinheiro não compra. 
Muito Obrigado por ler Meu Blog e até meu próximo texto!

sábado, 26 de novembro de 2011

Evolução Humana – Confusões genéticas


Se você esta lendo este texto e não leu o texto “Evolução Humana – Quem é seu pai? Quem é sua mãe?”... Recomendo que o faça. Você vai achar interessante... Caetaniano... Ou não!
No texto recomendado a leitura no parágrafo anterior, finalizei com o que chamei de “adoção fetal”. Pesquisei  e encontrei outro termo chamado adoção embrionária.  Não sou médico, nem bioquímico, não estou ligado a área de pesquisas ou saúde... Sou um cidadão comum que faz perguntas... “E se”.
Agora vamos a mais uma reflexão e levá-la a ficção...
Considere que sua mãe ou seu pai seja fértil, isso significa quê para você nascer, será necessário um gameta masculino ou feminino. Este pode ser obtido no banco (esperma ou óvulo). Seus pais considerando o problema um tanto quando sensível demais para levá-lo a família, consideram que devem resolver isso entre eles. Principalmente por conta daquelas piadas besta que familiares fazer sobre o assunto e eles não conseguem se abrir para discutir o tema por vergonha. Questão de honra!
Para simplificar a idéia, seu pai é quem é o infértil na história, sem maldades... apenas para simplificar. A fecundação invitro é feita e pronto: Você nasceu.
Por algum motivo, o qual não cabe discutir aqui, o médico ou o bioquímico, em resumo a pessoa responsável por fazer a fecundação invitro, pega o gameta de uma outra espécie humana diferente... O termo “Raça Humana” esta em desuso, mas é exatamente esse o sentido adotado aqui. As espécies humanas são dividas em três grupos: caucasianos, negroides e mongolóides.
Considerando que sua familia seja missigenada entre negróides e caucasianos, tipo o café com leite... E o profissional fecunda um gameta mongolóide... Asiático.
Toda família feliz que você nasceu...  Mal colocam o pé pra fora da maternidade, começam os comentários: Não sei não... esse menino esta diferente...
Com o passar dos meses, a diferença vai se acentuando. Como seus pais não comentaram nem entre família que o caso foi fecundação invitro com gameta de terceiros... (rindo muitooo mesmo)... Já imaginou uma situação dessa?  Complicou!
Vou ficar por aqui e deixa você imaginar onde essa história vai chegar... Rsss
Obrigado por ler Meu Blog e até meu próximo texto!

sexta-feira, 25 de novembro de 2011

Evolução Humana – Quem é seu pai? Quem é sua mãe?


Conduzir a uma reflexão onde todo o contéudo não seja interpretado como preconceito ou qualquer adjetivo que se qualifique como ignorância é o que vou tentar fazer neste texto.
O que me motivou a escrever este texto foi uma conversa com Minha Elaine que adora novelas e não posso negar que assisto com ela, muito embora eu não seja um apaixonado por novelas, acho algumas cenas surreais e alguns temas abordados de maneira tão absurda que algumas vezes nos colocam a margem da ignorância.
Bom voltando... Tem um caso de adoção fetal, se é que esse é o termo usado. Quando uma mulher deseja uma gravidez, mas não tem óvulos para isso e nem o marido tem esperma. E para resolver o problema adotam um filho em laboratório através da fecundação invitro, usando de óvulo e esperma de terceiros pegos no banco, ou seja, ela realiza o sonho de gerar uma criança adotada.
Bom... Vamos as perguntas...
1a. Quem são seus pais?
Quando alguém lhe faz uma pergunta como essa, você sistematicamente pensa em seus pais inevitavelmente e a imagem deles vem a sua mente. Considerando que vocês os conheça ou os tenha conhecido e convivido com eles. Estou considerando tudo dentro  daquilo que a sociedade considera “normal”.
2a . Quem são seus pais biológicos?
Bom... dentro do que é considerado “normal”... a resposta seria a mesma: Meu pai e minha mãe.

Vamos agora as reflexões....
Considere que sua mãe não tem óvulos, logo naturalmente, sem a intervenção da ciência, ela não poderá ser mãe. No entanto seu pai pode ter filhos normalmente pois, ele é fertil. Sua mãe tem irmãs que são férteis. Ela conversa com a irmã e em comum acordo com todos, seus pais e tios, a sua tia doa um óvulo a sua mãe. Que é fecundado em laboratório com o esperma de seu pai é colocado para gestação no útero da sua mãe e... Você nasce. Pronto!
Considerando que você conheça todo o processo. Faço a você a 1a pergunta.  Sua resposta será obvia, seu pai e a sua mãe são os que estão criando você.
Mas vamos a 2a pergunta. Bom aqui a coisa ficou diferente. Veja: A sua tia, irmã da sua mãe e doadora do óvulo, é a sua mãe biológica e a sua mãe é na verdade sua tia e seu pai é seu pai de fato, tanto biológico como social. Logo, os seus primos que são filhos da sua tia que fez a doação do óvulo são seus irmãos por parte de mãe. No entanto, ao fazer um teste de DNA, você é filho legítimo dos seus pais sociais, afinal foi sua tia, irmã da sua mãe a doadora do óvulo.
Se invertermos a questão, ou seja, se seu pai pegar o esperma do irmão... Ao invés de sua mãe pegar o óvulo da irmã... As resposta serão as mesmas dentro dos contextos de masculino e feminino. 
Agora vamos avançar mais um pouco... considere que nem seu pai, nem sua mãe são férteis, no entanto, tanto sua mãe tem irmã fértil, quanto seu pai ter irmão fértil. Para que a situação fique em família, seu pai pede o esperma do irmão e sua mãe, o óvulo de da irmã... Feito! Você nasce!
Para a 1a  pergunta a resposta será obvia sempre: Seu pai e mãe são os que estão criando você. É uma resposta de cunho social.
Agora veja que para a 2a pergunta, aqui já ficou complicado. Sua mãe biológica é sua tia e seu pai biológico é seu tio, logo os filhos do seu tio são seus irmãos por parte de pai e os filhos da sua tia, são seus irmãos por parte de mãe. Se os gametas foram doados por uma casal, considerando casamento de irmãos e irmãs... os filhos de seus tios serão seus irmãos... biológicos. No entanto, em um exame de DNA, seus pais sociais serão considerados seus pais biológicos também... Percebeu?! Complicado não?!
Agora só mais uma... Considerando a reflexão anterior, ou seja, nem sua mãe, nem seu pai são férteis, no entanto, consideram o problema muito chato para ser levando a família e resolvem adotar um embrião, tal qual a questão no terceiro parágrafo deste texto, o evento motivador destas reflexões... E você nasce!
Como dito.. para a 1ª questão a resposta será sempre a mesma... Até aqui tudo bem. Agora vamos tentar responder a 2ª questão... hummmm... Acho que ficou complicadíssimo. Você nunca saberá quem são seus pais biológicos e tentar encontrá-los é algo mais complicado ainda.
E para te ajudar em uma exame de DNA para verificar o grau de parentesco biológico com os parentes de seus pais... será negativo.  Ou seja, você nasceu por amor ou por pura vaidade de seu pai e sua mãe.
Vou abortar outras possibilidades em outro texto.
Obrigado por ler Meu Blog e até meu próximo texto.

quinta-feira, 3 de novembro de 2011

Como funciona o Treinamento a distância


Como disse em De Ensinoa distância para Treinamento a distância, li na revista Contra Relógio, uma revista especializada em corridas, a matéria “Treinamento à distância Funciona?”. Esta materia esta na secção “Tudo em Cima” e foi escrita por André Savazoni. A edição da revista é a de No.215 de Agosto 2011.
Embora todo o conteúdo da Revista seja bem claro, mostrando os prós e os contras e vários outras informações interessantes. Nada como conversar com quem faz esse tipo de treinamento, ou seja, “Treinamento a distância”.
Flávio José, um triatleta amador com um currículo respeitado na prática do esporte fez um resumo de como funciona esse tipo de treinamento.  Veja como é isso nas próprias palavras do atleta:
“Fala Fera, vamos lá!
Treinamento a distância se resume a receber uma planilha com todos os treinos detalhados e o atleta seguir no local e horário que o atleta definir.
É valido lembrar que para se fazer um treinamento a distância o atleta deve ter uma base  e ter feito um treinamento presencial com o treinador para aprender as técnicas padrões. Sem antes ter feito isso o atleta poder treinar de maneira incorreta e sofrer até mesmo lesões, ser ter um ganho em performance ao longo do tempo.
Algumas Vantagens :
1. Treino feito em qualquer lugar e horário.
2. Menor custo.
3. Treino pode ser adaptado por email ou telefone, pois não há a necessidade da presença do técnico.
Algumas Desvantagens :
1. Treina na maioria das vezes sozinho.
2. Não ter infraestrutura nas provas quando a Assessoria esta muito distante e não tem representante na prova que o atleta tem em seu calendário.
3. Custo com ligação para conversar com o técnico quando necessário.
No meu caso que trabalho com tecnologia e tenho uma agenda conturbada durante toda a semana, o treinamento a distância foi a solução pois encaixo meus treinos entres minhas atividades com trabalho e família , sem que nenhum dos pilares sejam afetados e eu consiga ter bons resultados em minhas competições.
É isso ai Brother ... espero que isso possa contribuir com o que precisa.
Keep TRI”
Contribuiu e muito... Muito Obrigado Meu Brother Flávio José.
Então agora é com você! Bora lá!?!
Obrigado por ler Meu Blog e até meu próximo texto.


sexta-feira, 28 de outubro de 2011

Minha Primeira Corrida – Corrida Noturna de São Paulo 2011


Sempre pratiquei esporte desde de os meus 13 anos de idade... Sempre gostei de praticar esporte e incentivo meus filhos a praticar... E qualquer um que estiver ao meu lado.
Este ano comecei a correr, isso mesmo... Correr... Praticar corridas.
Em 30 de Julho de 2011 me inscrevi em na Corrida Noturna de São Paulo, só para acompanhar Minha Elaine, alias comecei mesmo para acompanhá-la afinal quem teve a idéia de se inscrever na corrida foi ela, isso devo confessar. Já vinha sendo incentivado pelo Flavio José, que trabalha comigo e é um triatleta amador de nível internacional. Me lembro como hoje que quando me inscrevi ele falou: Esta contaminado. Já era! Agora você não vai parar mais.

Não posso deixar de falar também do Alberto Marinho. Ele mora em Corumbá-MS. Posso afirmar seguramente que ele me encentivou quando ele postou certa vez uma foto em que mostrava um relógio Garmin e no funto uma sapatilha que mais parece estar andando descalço... E no Garmin a distância corrida 8km e o tempo 41m30s. Dai pra lá ele começou a postar o tempo e a distância. Isso foi pra mim um incentivo muito legal.
Na minha, ou melhor, na nossa primeira corrida, afinal Minha Elaine esta sempre comigo e ela também esta nessa pegada. Me lembro que começou a chover. Pensei: Agora sim... Além de ser minha primeira corrida.. É anoite e com chuva. Fala sério?!!
O local de largada foi em frete ao Campo de Marte, bem perto da casa da Elaine. Ficou fácil. Fomos a pé até o local.
No caminho encontramos um antigo amigo da Elaine da época de faculdade e que foi vizinho de porta por algum tempo, o Fabio. E também encontramos um grupo que corre com ele e a Elisangela, esposa do Fabio. Só nesse momento foi que tomei conhecimento que ele também corre. Olhei pra ele estranhei na hora... O cara está magro, como assim?! Eu me lembrava dele gordo, afinal já fazia um tempo que eu não o via.
Fomos todos até o local de largada e não deu outra... a chuva começou a pegar e pouco antes da largada a chuva parou. E muita gente... Uma vibração legal... Uma festa com som e tudo.
Largamos. Nossa que legal!
Meu Objeto simples: Apenas terminar a prova. Terminei e poucos minutos depois chegou a Elaine. Corremos 4k e os Fabio e os amigos correram 8k.
Fiz no tempo de 29m23s. Fiquei muito feliz e estabeleci uma meta pra mim... Chegar nos 20k.

Bora lá!




De Ensino a distância para Treinamento a distância


Já escrevi aqui neste blog alguns textos referente a Educação a Distância (EAD), bem como outros referente a pós-graduação, MBA, graduação e outros voltados a Educação.
Entre os textos escritos estão:
Que são textos voltados especificamente para EAD.
Nos dias atuais, o uso de ensino a distância é explorado em vários seguimentos. Seja na formação acadêmica, em formação técnica. Há cursos de várias naturezas.
Um coisa interessante é que antigamente os cursos, vamos assim dizer: “a distância”, eram cursos por correspondência. Devido a qualidade dos cursos da época e a dificuldade de aferir a participação efetiva dos alunos, pois na época não havia as ferramentas que existem hoje: internet, webcam, tele-aula, video-aula e por ai vai... Tudo era feito por carta. Coisa impossível de imaginar hoje. Isso é da época em que a Xuxa Menegel lia as cartinhas dos baixinhos... Não e-mails.
Os cursos por correspondência eram tidos como cursos de péssima qualidade, não importando o quanto o aluno tenha se dedicado ou que nota tenha tirado, resumindo:  Tirar o diploma por correspondência era motivo de chacota.
Tanto que bastava algum motorista fazer uma barberagem para ouvir: “Tirou a carta por correspondência! Seu Barbeiro!”
Havia uma empresa especializada em aplicar cursos por correspondência que existe até hoje, o Instituto Universal Brasileiro. Hoje esta empresa esta adaptada aos recursos da internet e tem vários cursos de formação profissional a distância,com apostilas e recursos online. Supletivo Oficial (EAD) entre outros cursos técnicos.
O que realmente me motivou a escrever este texto foi a matéria que li na revista Contra Relógio uma revista especializada em corridas. Comecei a praticar este esporte e desde então tenho me interessado por este assunto. Mas devo confessar que esta revista eu ganhei no Kit que foi retirar para participar do Circuito de Corridas Caixa – Etapa São Paulo e li na capa “Treinamento à distância Funciona?”
Veja aonde já chegamos... Saimos de EAD (Ensino A Distância) para TAD (Treinamento A Distância). Podemos afirmar que ensino/treinamento, ou seja, aprendizado, ou como queira.. só tende a melhorar cada vez mais e mais. Aqueles sonhos de médicos operando paciente a distância... Não acredito que esteja muito longe. Pode ser que o médico não faça a cirurgia, mas hoje ele tem recursos para assistir (dar assistência... treinar) a uma equipe distante ou acompanhar a operação a distância. Quando o médico puder fazer uma Cirurgia A Distância, vamos ter o CirAD. Porque CAD já temos... É uma sopa de letra só!
Obrigado por ler Meu Blog e até meu próximo texto!

quarta-feira, 19 de outubro de 2011

A Criança e o Vaso


Uma criança colocou a mãozinha dentro de um vaso raríssimo e veio ter com sua mãe dizendo que não consegui tirar a mãozinha do vaso.

A mãe ficou preocupada com a situação e tentou tirar a mãozinha da criança e sem obter sucesso, chamou pelo pai.

O pai olhando para a situação entrou em desepero e pensou: Vamos levá-lo ao médico, vamos a um hospital.
Chegando no hospital os médicos e enfermeiros tentaram tirar a mão da criancinha do vaso.
A criança a esta altura completamente assustada, ficava olhando para os pais tentando entender o que estava acontecendo porque não conseguiam tirar a mãozinha dela do vaso.
Quando um enfermeiro falou: Bom... Infelizmente... Reconheço o esforço feito para não quebrarmos o vaso, mas não vai ter jeito... Vamos ter que quebrá-lo.
Levaram a criança para uma mesa, estenderam o bracinho dela e posicionaram o vaso para quebrá-lo.
A criança começou a chorar, pois tudo aquilo estava assustando-a muito.
Nisso entrou o médico com um martelo em uma das mãos. O menino entrou em pânico.
Quando o médico ergueu o martelo... a mãe gritou:
- Espera... Espera!
- Filho?! Você esta segurando alguma coisa?
- Estou sim mamãe... é uma moedinha.
- Filho, larga a moedinha e tente tirar a mãozinha.
A criança soltou a moeda e a mãozinha saiu do vaso.

Esta história foi contada pelo Pr. Dayan Alencar  da ADBR no culto de quarta-feira. Como achei a história dele muito trágica, fiz algumas adaptações para ficar mais gostosa de ler.
Minha Elaine ficou olhando pra mim com uma cara de quem não estava entendendo a complexidade do problema, pois a solução seria simples: Só quebrar o vaso!
Claro que ela disse isso antes de saber a solução. Enquanto falava com ela me lembrei do texto que postei onde tem várias histórias com uma moral ao final. “Moral da História”.
Se fosse atribuir uma moral para esta história seria a moral da história "O problema é Sério" onde se lê: “Muitas vezes o problema é sério, mas a solução pode ser muito simples. Há uma grande diferença entre o foco no problema e foco na solução”.
Mas esta história foi contada pelo Pr. Dayan no culto para mostrar que muitas vezes acreditamos que nossos problemas são imensos e esperamos por um milagre super-sobrenatural. E DEUS tem uma solução muito simples para o nosso problema. Devemos agradecer e crer em pequenos milagres para nós preparar para os grandes milagres. 
Espero que você tenha gostado.
Obrigado por ler  Meu Blog.
Até meu próximo texto!

quarta-feira, 12 de outubro de 2011

Moral da História


Ao ler este texto, você vai encontrar uma série de histórias que talvez você já conheça. Mas são histórias muito interessantes que possuem uma Moral. Dai o nome do texto “Moral da História”. São aquelas histórias que valem apena ler, pois trazem um ensinamento que algumas vezes ficam pra sempre com a gente. Recebi em um e-mail da Sandra, minha professora na Academia. Eu achei sensacional, além de rir muito.

Espero que você goste.

O ASNO
No Curso de Medicina, o professor se dirige ao aluno e pergunta:
- Quantos rins nós temos?
- Quatro! Responde o aluno.
- Quatro? Replica o professor, arrogante, daqueles que sentem prazer em tripudiar sobre os erros dos alunos.
- Tragam um feixe de capim, pois temos um asno na sala. Ordena o professor a seu auxiliar.
- E para mim um cafezinho! Replicou o aluno ao auxiliar do mestre.
O professor ficou irado e expulsou o aluno da sala. O aluno era Aparício Torelly Aporelly (1895-1971), o 'Barão de Itararé'. Ao sair da sala, o aluno ainda teve a audácia de corrigir o furioso mestre:
- O senhor me perguntou quantos rins 'NÓS TEMOS'. 'NÓS' temos quatro: dois meus e dois seus. 'NÓS' é uma expressão usada para o plural.Tenha um bom apetite e delicie-se com o capim.
Moral da História:
A VIDA EXIGE MUITO MAIS COMPREENSÃO DO QUE CONHECIMENTO.

A ROUPA FAZ A DIFERENÇA?
Sem maiores preocupações com o vestir, o médico conversava descontraído com o enfermeiro e o motorista da ambulância, quando uma senhora elegante chega e de forma ríspida, pergunta:
- Vocês sabem onde está o médico do hospital?
Com tranqüilidade o médico respondeu:
- Boa tarde, senhora! Em que posso ser útil?
Ríspida, retorquiu:
- Será que o senhor é surdo? Não ouviu que estou procurando pelo médico?
Mantendo-se calmo, contestou:
- Boa tarde, senhora! O médico sou eu, em que posso ajudá-la ?!?!
- Como?!?! O senhor?!?! Com essa roupa?!?!...
- Ah, Senhora! Desculpe-me! Pensei que a senhora estivesse procurando um médico e não uma vestimenta...
- Oh! Desculpe doutor! Boa tarde! É que... Vestido assim, o senhor nem parece um médico...
- Veja bem as coisas como são...- disse o médico -... as vestes parecem não dizer muitas coisas, pois quando a vi chegando, tão bem vestida, tão elegante, pensei que a senhora fosse sorrir educadamente para todos e depois daria um simpaticíssimo "boa tarde!"; como se vê, as roupas nem sempre dizem muito...
Moral da História:
UM DOS MAIS BELOS TRAJES DA ALMA É A EDUCAÇÃO.

BOA RESPOSTA
Um mecânico está desmontando o cabeçote de uma moto, quando ele vê na oficina um cirurgião cardiologista muito conhecido. Ele está olhando o mecânico trabalhar. Então o mecânico pára e pergunta:
- Ei, doutor, posso lhe fazer uma pergunta?
O cirurgião, um tanto surpreso, concorda e vai até a moto na qual o mecânico está trabalhando. O mecânico se levanta e começa:
- Doutor, olhe este motor. Eu abro seu coração, tiro válvulas, conserto-as, ponho-as de volta e fecho novamente, e, quando eu termino, ele volta a trabalhar como se fosse novo. Como é então, que eu ganho tão pouco e o senhor tanto, quando nosso trabalho é praticamente o mesmo?
Então o cirurgião dá um sorriso, se inclina e fala bem baixinho para o mecânico:
- Você já tentou fazer como eu faço, com  o motor funcionando?
Moral da História:
QUANDO A GENTE PENSA QUE SABE TODAS AS RESPOSTAS, VEM A VIDA E MUDA TODAS AS PERGUNTAS.

MUITA CALMA!
Entra um senhor desesperado na farmácia e grita:
- Rápido, me dê algo para a diarréia! Urgente!
O dono da farmácia, que era novo no negócio, fica muito nervoso e lhe dá o remédio errado: um remédio para nervos. O senhor, com muita pressa, pega o remédio e vai embora.
Horas depois, chega novamente o senhor que estava com diarréia e o farmacêutico lhe diz:
- Mil desculpas senhor. Creio que por engano lhe dei um medicamento para os nervos, ao invés de algum remédio para diarréia. Como o senhor está se sentindo?
O senhor responde:
- Cagado... mas tô tranquilo.
Moral da História:
POR MAIS DESESPERADORA QUE SEJA A SITUAÇÃO, SE ESTIVER CALMO, AS COISAS SERÃO VISTAS DE OUTRA MANEIRA.

PROBLEMA É SÉRIO
O sujeito vai ao psiquiatra:
- Doutor ? diz ele, estou com um problema: Toda vez que estou na cama, acho que tem alguém embaixo. Aí eu vou embaixo da cama e acho que tem alguém em cima. Pra baixo, pra cima, pra baixo, pra cima. Estou ficando maluco!
- Deixe-me tratar de você durante dois anos, diz o psiquiatra. Venha três vezes por semana, e eu curo este problema.
- E quanto o senhor cobra? - pergunta o paciente.
- R$ 120,00 por sessão - responde o psiquiatra.
- Bem, eu vou pensar - conclui o sujeito.
Passados seis meses, eles se encontram na rua.
- Por que você não me procurou mais? - Pergunta o psiquiatra.
- A 120 paus a consulta, três vezes por semana, durante dois anos, ia ficar caro demais, ai um sujeito num bar me curou por 10 reais.
- Ah é? Como? Pergunta o psiquiatra.
O sujeito responde:
- Por R$ 10 ,00 ele cortou os pés da cama...
Moral da História:
MUITAS VEZES O PROBLEMA É SÉRIO, MAS A SOLUÇÃO PODE SER MUITO SIMPLES. HÁ UMA GRANDE DIFERENÇA ENTRE FOCO NO PROBLEMA E FOCO NA SOLUÇÃO.

Obrigado por ler Meu Blog e até meu próximo texto!

sábado, 8 de outubro de 2011

Carpe Diem


Quantas não são as vezes que você lê nos murais do facebook e twitter frases como “Vou viver o meu máximo”... “Viva intensamente hoje como se fosse o seu último dia”... E assim seguimos com tantas outra frases com significados semelhantes.
Resumindo são frases em que parece que tudo tem que ser feito hoje. É o viver intensamente, como se tudo tivesse que ser vivido hoje. Talvez a pessoa não tenha de fato esta intenção ou tenha de viver o agora urgente!
Eu não acredito que a vida tenha sentido sem que você tenha algum objetivo. Não acredito que um ser humano em condições normais de saúde e sanidade, sem estar passando por nenhum sofrimento presente, seja capaz de viver o hoje, sem fazer nenhuma menção simples na intenção de viver o dia seguinte.
Viver sem objetivo algum é como se você estivesse em um carro com um único tanque de combustível em uma estrada que não tem como abastecer, não tem como fazer uma parada... Acabou o tanque acabou a estrada... Acabou tudo!
Há pessoas que vivam assim, tudo que ganha gasta e acredita que esta “curtindo” a vida. Não faz projetos porque acredita que não precisa. O importante é “Curtir” a vida. É como se fosse aquele botão de “curtir” no facebook. Um clique é pronto... "Curtir".
Me lembro de ter assistido o filme “A Sociedade dos Poetas Mortos” onde um professor substituto traz esta mensagem, mas no sentido da pessoa fazer algo diferente... extraordinário... Onde ele proferia uma frase em latim: “Carpe Diem” Aproveite a vida!
"Carpe Diem"  significa na sua forma direta "colha o dia". É uma proposta para que você colha o presente dia  assim como colhe um fruto que esta maduro e que se não colher hoje amanhã não prestará mais, pois estará podre. Como se a vida não pudesse ser economizada para amanhã. Acontecendo sempre no presente.
Se você viver da maneira proposta, no final do dia você acaba com ele literalmente... Estará morto então?
Do meu ponto de vista você deve viver a vida e viver bem como se fosse um nectar que deve ser degustado saborosa e calmamente, apreciando cada gota. E se sua vida acabar e não ter bebido de todo o nectar... nunca saberá. Então, não se preocupe, saiba que este sabor é incomparável.
Curta a vida com a mulher (ou homem) que você ama, com seus amigos, todos os dias da sua vida, os quais DEUS tem te dado, todos os dias da sua vaidade, porque esta é a sua vida e é o que colhe de tudo que trabalha.
Viver bem é viver hoje e pensar no amanhã, ter um objetivo fazer um desenho e ir desfrutando dele a medida em que for ganhando forma. E não viver no amanhã e pensando hoje. Não concordo com “Viver o máximo”... Tenha vida, mas tenha em abundância tenha o máximo todos os dias... hoje, amanhã... depois... e depois..
Usando daquilo que esta em minha fé, Jesus Cristo fala no livro de João 10:10b
Eu vim para que tenham vida, e a tenham com PLENITUDE”.
Já leu o Livro de Eclesiates na Biblia Sagrada? Não!?! Então leia e você vai entender que a vida tem que ser vivida e bem vivida... Sem desespero!
“Vai, pois, come com alegria o teu pão e bebe com coração contente o teu vinho, pois já Deus se agrada das tuas obras." Eclesiastes 9:7
Falei!
Ahhh... Muito obrigado por ler Meu Blog!
Até meu próximo texto!