domingo, 5 de setembro de 2010

Conhecendo a região... São José do Rio Pardo

De Mococa você pode ir para algumas cidades conhecidas que ficam bem perto, entre uma hora e duas horas, tanto para São Paulo como para Minas Gerais.

Indo para Minas Gerais: Guaxupé (Cidade do café), Muzambinho (Cidade do cabeção Milton Neves, comentaristas de futebol), Alfenas (Cidades da Universidades). Poços de Caldas (Um das cidades mais conhecidas do circuito turístico mineiro) e várias outras.

Indo para São Paulo: Ribeirão Preto (A cidade da cervejaria Pinguim), Mogi-Mirim, Mogi-Guaçu, São Carlos (Universidades de tecnologia), Porto Ferreira (Cidade da Cerâmica) e várias outras.

Hoje decidimos que iríamos a São Jose do Rio Pardo, na terra onde Euclides da Cunha escreveu "Os Sertões: campanha de Canudos (1902)" enquanto liderava a construção de uma ponte metálica. Esta ponte hoje recebe seu nome.

Ao lado da ponte metálica, tem um monumento em homenagem a Euclides da Cunha, onde você pode ver mesa onde ele escreveu a obra "Os Sertões".

É uma praça onde você pode ver várias homenagens a Euclides da Cunha.  É estranho eu falar isso, mas a verdade é que eu estranhei o rio limpo... rsss. Também... passo quase todos os dias perto do Rio Tiete em São Paulo, quando vou pra casa da Elaine (minha namorada).

Aproveitamos e fomos conhecer a estátua do Cristo 
Redentor feita nos moldes do Cristo Redentor do Rio de Janeiro. Do local, você consegue ver toda a cidade. A vista é bem legal, dá pra ver bem a cidade inteira. 

Infelizmente devido a seca e muitas queimadas ocorrendo, a visão não estava limpa. muita fumaça.

Na base tem a história de como a estátua foi construída.

Dentre outras coisas você pode ver a barragem Euclides da Cunha da CESP.
 

Voltando de São José do Rio Preto para Mococa pude constatar um fato: A seca que esta visível quando você passa pela Barragem Euclídes da Cunha. 

Esta tão seca que se pode ver as pessoas andando no local de saída de água da barragem e a marca do fogo por todo lado.  

Na estrada você vê tudo queimado e em alguns pontos estava ainda pegando fogo... Era uma fumaça só! Você vê placas de orientação queimada.

Se Euclides da Cunha passasse por lá agora tenho certeza que ficaria triste.

Nenhum comentário:

Postar um comentário