Pular para o conteúdo principal

Que foto cara!

Viajamos para a Costa do Sauípe na Bahia para curtir um pouco e conhecer novos lugares.
Desembarcamos no aeroporto de Salvador, pegamos o traslado para Costa do Sauípe.
A Guia de Turismo era uma senhora baiana, com certeza, com sotaque bem gostoso de ouvir e um português muito correto.
Nesse tipo de viagem o Guia vem pontuando os locais por onde vamos passando, contando sobre a população e informações importantes dos locais.

Quando chegamos na entrada da Costa do Sauípe, a guia fez um comentário sobre uma estátua bem grande que fica na entrada da portaria, como eu não estava prestando muita atenção, não sei a que altura do comentário ela falou que haviam oito daquelas distribuídas pelo local.

Antes de chegar no Hotel, a Elaine, comentou:
- Aqui tem duas olha a outra lá!

Não sei se no dia seguinte, ela acordou e falou:
- Vamos pegar as bikes e sair para tirar as fotos das estátuas?

Falei:
- Elaine, não tem nada haver com a nossa fé. São estatuas de Orixás.
- Mas, nós somos turistas e temos que tirar as fotos. Falou ela.

Tomamos café, pegamos o micro-ônibus circular, fomos até o bicicletário e feito. Saimos para tirar as fotos.
A primeira estátua foi fácil, estátua do Orixá Oxalufan ou Oxalá Velho, foi a primeira.
Ela muito entusiasmada.
- Vamos agora lá na portaria tirar a foto da outra estátua.

Saimos pedalando.
Percebi que não era muito perto como acreditavamos, ou eu acreditava ser.
E pedala... e pedala... e pedala.

Resolvi investir numa possível desistência por parte dela e falei:
- Amor, esta muito longe e você já esta cansada. Vamos voltar... é melhor...
- Não já andamos tudo isso vamos até lá, deve já esta perto.
- Então tá. Vamos peladar mais rápido então, pois temos apenas 1 hora de uso.

Comecei a forçar uma pedalada mais rápida. E só subida, nada de descida ou trechos planos mais longos.
Numa das subidas, ela desceu da Bike e me falou:
- Bebê, estou passando mal. Vou andar um pouco.
- Elaine, vamos voltar. Se você passar mal aqui vai ficar complicado.

Confesso que aquela altura já estava preocupado com ela, estava ficando cansado e pensei: Se forçar um pouco ela desiste. Mas para minha supresa:
- Não. Eu vou andar um pouco e levo a Bike andando. Assim descanso um pouco. Deve esta perto.
- Amor Meu, não esta perto. Eu não estou vendo a portaria.

Eu mudei as marchas da bike e fiquei devagarzinho pelando atrás, enquanto ela andava a frente carregando a bike dela.

Quando vi um trecho em descida e foi possível avistar a portaria. Ela subiu na Bike e descemos pelando para ganhar velocidade. Comecei a me preocupar com a possibilidade de um dos dois cair e se machucar falei:
- Presta atenção para não cair!
Na verdade o alerta era pra ambos.
Depois de 3500m de subida, chegamos a "bendita" estátua: Orixá Oxum. Deus das águas.

Falei:
- Etá foto cara essa! Ufa! Vou tirar duas fotos para ter certeza que não vai falha. Esta ficou caro.

Ela falou de pronto:
- Bom já temos duas, vamos perguntar onde estão as outras.

Perguntei para o motorista do micro-ônibus e nos disse que ali tinha apenas duas.
Depois ficamos sabendo que realmente, ali tinha apenas duas. Começamos a nos perguntar: Onde estão as outras?

Elaine já estava empolgada e falava:
- Legal! Agora temos um motivo turistico para encontrar as outras estatuas.

Quando fomos para Salvador, eu entendi o que aconteceu. Na verdade ouve um erro de entendimento do que a Guia nos falou. As oito estátuas de Orixas, a qual ela comentou estão em um local em Salvador, chamado Dique do Tororó. Trata-se de um Lago Artificial localizado no Bairro de Tororó. Uma artista plastica chamada Tati Moreno fez oito esculturas de Orixas, sobre o espelho d´agua do lago, idealizando um sonho que ela teve. E o prefeito da época apoiou a idéia e este local passou a ser um dos cartões postais de Salvador-BA.
Inclusive o prefeito perdeu, não sei se votos ou a eleição, por as igrejas evangêlicas de Salvador, retiraram o apoio a sua candidatura, segundo o "Tom de Ivete", O Guia que nos acompanhou em Salvador.

Respeito a Fé de todos, mas fico com a minha.
E essa história não poderia ficar sem contar.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Você não gosta de ser fotografado.

Não poderia deixar de escrever esse texto... É mais um registro para pequenas coisas que acontecem em nossas vidas que merecem um registro para posteridade, ainda mais que temos tantas e tantas formas de manter nossas vidas registradas e compartilhadas. Oscar Niemeyer viveu 104 anos e faltando 10 dias para completar seus 105o. Aniversário, veio a falecer e deixou a seguinte mensagem: “... Porque eu acho que a vida é assim. A gente tem que separar as coisas. A vida é chorar e rir a vida inteira. Aproveitar os momentos de tranqüilidade e brincar um pouco. Depois, os outros é aguentar. A vida é um sopro né?”. Antigamente tirar uma fotografia era coisa tão cara que as fotografias eram póstumas. Essas fotos se chamavam Post Mortem. A foto era tirada da pessoa morta como se estive viva. Eles vestiam o morto e colocava em uma posição, como se estive vivo e fotografavam. Com o passar dos anos e a evolução tecnológica qualquer celular básico tem uma câmera. E os smartphones tem capacidade de tira…

Você sabe o que é miopia de alto grau? Fale como o Ramiro Diz.

Tenho um amigo que trabalha comigo que usa óculos desde de os sete anos de idade. Como ele morou  em Portugal... Seus parentes são portugueses.. Oras pois!

Ramiro Diz pá! é o nome do gagio!


Hoje, ele usa 22,0 graus de miopia. Me contou que usa óculos desde os 7 anos de idade. Seu grau de miopia nesta idade já chegava aos 12 graus.

Quando foi ao oftamologista pela primeira vez, este receitou inicialmente um grau abaixo do que ele usava para que se acostumasse com o óculos. Um pouco de psicologia infantil para ajudar o menino a enxergar e brincar.

Eu também sou miope, uso 4 graus de miope em ambos os olhos, comecei a usar óculos aos 18 anos  de idade, mas nestes números o Ramiro saiu na frente disparado logo ao 7 anos de idade... 12 graus! é muita coisa!

Mas graças a tecnologia podemos enxerga com tranquilidade, usando um belo e estiloso de um par óculos.

Hoje óculos é item de moda, tem muitas pessoas que usam a armação apenas como adereço... Isso mesmo! Usam o óculos sem grau! Só pra f…

MATANDO UM LEÃO POR DIA...

Eu gosto de escrever meu próprios artigos, mas algumas vezes recebemos alguns emails que trazem consigo uma lição de vida tão interessante, que alguns que recebo, passei a colocá-los no Blog. 
Eu estava na casa da Minha Elaine, quando ela começou a ler o texto em voz alta, estando ela sentada no chão na sala. Não posso negar que ela me conhece bem, tenho certeza que ela o fez sabendo que isso iria me chamar a atenção. Pensei... Por traz deste texto tem algo interessante. Assim que ela terminou o texto, falei: Manda pra mim por favor?
Bom... Veja o texto na integra...

MATANDO UM LEÃO POR DIA ... Em vez de matar um leão por dia, aprenda a amar o seu. Por Pierre Schurmann
Outro dia, tive o privilégio de fazer algo que adoro: fui almoçar com um amigo, hoje chegando perto de seus 70 anos. Gosto disso. São raras as chances que temos de escutar suas histórias e absorver um pouco de sabedoria das pessoas que já passaram por grandes experiências nesta vida.
Depois de um almoço longo, no qual falamos…